Já tiveram vontade de bater no seu adversário durante uma partida? Ainda mais depois daquele garfo inesperado, aquela cravada…

Boxe-xadrez é a solução (o melhor é que você não será penalizado por isso!). Essa modalidade consiste em juntar duas competições de características bem opostas e colocar o competidor no limite da força física e mental, alternando em partidas táticas de xadrez e batalhas ferozes de boxe. Não é brincadeira! É um esporte que vem conquistando cada vez mais adeptos por ano. Portanto aquelas trocas de dama por cavalo poderão fazer sentido…

Ah só pode ser ficção… Pois na verdade a ideia para esse esporte foi de uma ficção em uma história em quadrinhos intitulada “Frio Equador”, de Enki Bilal (cartunista francês). A história se passa num mundo futurista em que os pugilistas lutavam sobre um chão no formato de um tabuleiro. Essa visão de mundo inspirou o artista holandês Iepe Rubingh que deu origem ao boxe-xadrez e ao seu primeiro campeonato mundial, que ocorreu em 2003.

Essa nova modalidade consiste em alternar rounds de boxe e xadrez. O jogo começa com uma rodada de xadrez, seguido por um de boxe, e assim por diante. São 11 rodadas, 6 de xadrez e 5 de boxe. As rodadas de xadrez duram 4 minutos e os rounds de boxe 3 minutos. Vence aquele que dar xeque-mate,  nocautear o adversário, pelo tempo. Se no final dos 11 rounds o duelo permanecer empatado os pontos arrecadados como no boxe servirão como critério de desempate e se mesmo assim permanecer o empate o jogador que estava com pretas ganha a partida.

Então quer levar bispo?