Termina o Campeonato Brasileiro Absoluto de Xadrez

Deixe um comentário

Campinas foi Sede da 78ª edição do Campeonato Brasileiro Absoluto de Xadrez, torneio que foi realizado em 11 rodadas que aconteceram do dia 09 ao dia 20 de dezembro e contou com 12 participantes entre eles o Giovanni Vescovi (ex número 1 do Brasil), Henrique Mecking (o grande Mequinho) e também por nada mais e nada menos que o Rafael Duailibe Leitão atual número 1 nacional depois desse torneio e para finalizar o torneio contou com mais 9 competidores de alto nível.

Com todo o seu favoritismo, Leitão faturou e consagrou-se campeão absoluto nacional com 9,0 pontos na frente do Alexadr Fier, em segundo com 8,5pts, e do Mequinho que ficou na terceira posição com 7,0pts.

Após a vitória Rafael chega ao quinto título na competição que foi conquistado com muito treino e preparação, nas palavras dele: “xadrez tem que estudar muito e para ser destaque, conta também um pouco de talento para o jogo. Me dedico de seis a oito horas diárias aos estudos de xadrez. E para determinados torneios, a dedicação é ainda maior”, contou Leitão. Ele ainda possui a marca de ser o brasileiro mais jovem a conquistar o status de Grande Mestre Internacional, aos 18 anos.

A premiação total do torneio foi de R$ 15 mil reais

Vale a pena conferir também uma reportagem feita pela EPTV, filiada da rede globo em Campinas, sobre a competição.

Após as rodadas a classificação final foi a seguinte:

Classificação Nome Elo Pontos
1 Rafael Leitão 2626 9.0
2 Alexandr Fier 2573 8.5
3 Henrique Mecking 2590 7.0
4 Felipe El Debs 2477 6.5
5 Krikor Meckitarian 2487 6.0
6 Diego Di Berardino 2491 5.5
7 Everaldo Matsuura 2487 5.5
8 Evandro Barbosa 2412 4.5
9 Giovanni Vescovi 2637 4.5
10 Yago Santiago 2335 4.0
11 Paulo Jatobá Reis 2438 3.5
12 Haroldo Cunha Dos Santos 2250 1.5

II Torneio de Xadrez em Ribeirão Pires

Deixe um comentário

No mês de outubro de 2011 foi realizado o II Torneio de Xadrez Pensado no Município de Ribeirão Pires pela equipe da SEJEL. A competição teve início no primeiro domingo de outubro e teve seu final no dia 23 do mesmo mês. O evento foi realizado em 3 rodadas e contou com 20 jogadores.

O campeonato foi dividido em 3 categorias: infantil, adulto e veterano. Os atletas premiados na divisão infantil foram (na ordem crescente de colocação): João Vitor, Salomão Andrade e Paulo Cesar que garantiu a primeira colocação. A modalidade adulto contou com os seguintes vencedores: Marcos Ferreira, Carlos Grillo e Ritchelle, terceiro, segundo e primeiro colocados respectivamente. Na categoria veterano a classificação foi a seguinte: Frederico Merbach (3° colocado), Balduino Ferreira (2°) e Paulo Freitas primeiro colocado.

Todos os atletas envolvidos receberam medalhas de participação para incentivo ao esporte.

Tivemos também, no mesmo evento, a premiação dos ganhadores do Campeonato Municipal de Xadrez. Um torneio que durou 6 meses e contou com a participação de 20 jogadores. Os jogadores premiados, do quinto ao primeiro lugar, foram: Balduino Ferreira, Carlos Grillo, Marcos Ferreira, Salomão Andrade e Álvaro Potasso (grande vencedor).

PARABÉNS AOS VENCEDORES E TAMBÉM À RIBEIRÃO PIRES POR EVENTOS COMO ESSE!!

Kasparov x Máquinas

Deixe um comentário

O ano de 1996 ficou marcado pelo embate entre o Grande Mestre Garry Kasparov e o Deep Blue! É o Deep Blue (não, não é brincadeira!). O adversário de Kasparov era nada mais nada menos do que uma máquina, um supercomputador criado pela IBM especialmente para jogar xadrez, essa supermáquina contava com 256 co-processadores, capazes de analisar 200 milhões de posições por segundo! Para se ter noção da monstruosidade o Kasparov possui a capacidade de examinar e avaliar até 3 posições por segundo (isso já é muito!). Mas por que será que esse ano ficou famoso? Esse ano ficou marcado por ser o primeiro ano em que a máquina ganha uma partida de um campeão do mundo sob regras normais de tempo. O jogo em si consistiu em 6 partidas e Garry se consagrou vitorioso com 3 vitórias, 2 empates e uma derrota, placar 4 a 2.

Em maio de 1997, aconteceu uma revanche (após várias atualizações na Deep Blue). Nesse ano porém o placar foi diferente e o supercomputador vence o supercampeão com 2 vitórias, 3 empates e uma derrota (placar: 3,5 a 2,5). Um jogo com uma grande polêmica que se arrasta até hoje, talvez a maior polêmica no mundo do xadrez. No segundo match Kasparov teria acusado a IBM de ter trapaceado e colocado Grandes Mestres que teriam interferido na partida, o que não era permitido, e a IBM por sua vez alegou que os ajustes e as intervenções eram realizadas somente entre uma partida e outra. O campeão do mundo então pediu os arquivos do match (printouts dos log files) e a IBM se recusou em divulgá-los (outra polêmica!) e se não bastasse o banco de dados do Deep Blue constava com 700 mil partidas de Mestres e Grandes Mestres e quando Kasparov pediu para analisar algumas partidas do seu oponente, para compreender melhor o adversário, a IBM se recusou em fornecer (mais uma!), outro fato curioso é que após a derrota Kasparov pediu uma revanche o que também foi negado pela empresa e o Deep Blue após a vitória foi aposentado! (Mole?!)

Fatos que geraram muita polêmica e que incentivaram, em 2003,  a criação de um documentário sobre o episódio (Game Over: Kasparov and the Machine), que descreve a possibilidade dessa vitoria ser uma jogada de marketing por parte da IBM.

A seguir o match que gerou a grande polêmica:

 

Após as grandes polêmicas o Garry Kasparov não fugiu dos embates contra as máquinas. Nesse comercial a pepsi coloca o campeão para enfrentar a ira delas!! (bem criativo!)

 

fontes: http://www.nao-til.com.br/nao-64/deepblue.htm

http://peaodorei.blogspot.com/2008/01/kasparov-x-deep-blue.html

As Damas do Xadrez!

Deixe um comentário

Será que o xadrez é um esporte em que os homens são superiores as mulheres?

Essa é uma pergunta que abrange muito mais do que o espaço físico do tabuleiro, nos coloca em xeque várias questões culturais, históricas e sociais que é alimentada até hoje. O próprio preconceito é visto entre as jogadoras que, por estarem inseridas num ambiente predominantemente masculino, desacreditam em seu próprio potencial. Outro fator de análise é o fato de existir um número muito reduzido de mulheres no jogo, algo que nos faz pensar, se existe um número tão reduzido de mulheres e ainda assim algumas atingem níveis surpreendentes, o que aconteceria se o jogo fosse mais divulgado entre elas e passasse a ter um número equivalente de jogadores de ambos os sexos? Acredito que as mulheres tem sim um potencial equivalente ao dos homens, o que diferencia é o empenho de cada um. O xadrez é um esporte sem distinção de gênero.

As mulheres sempre tiveram uma participação muito ativa no xadrez, como na sua criação várias fábulas sugerem que elas foram as responsáveis, como na lenda em que diz que a mãe do Rei Gav solicitou, de modo a provar que este não havia provocado a morte do irmão Talhend durante uma batalha, que ela fosse reconstituída sobre o tabuleiro.

Grandes mulheres deixaram a sua marca no xadrez e mostraram ao mundo que poderiam jogar de igual pra igual até com os melhores jogadores homens. Caso da brilhante Vera Menchik, da Liudmila Rudenko, Elizabetha Bikova , Olga Rubstova, Nona Gaprindashvili, Maya Chiburdanidze, Xie Jun e as irmãs Polgár. Duas em especial chamam muita a atenção pelo nível técnico surpreendente que foi o caso da Vera menchik e da Judit Polgár. Uma breve passagem pela proeza dessas famosas jogadoras.

VERA MENCHIK

O Campeonato Mundial Feminino surgiu em Londres em 1927. A primeira campeã foi Vera Menchik, nascida em 16 de fevereiro de 1906 em Moscou, filha de mãe inglesa e pai Tchecoslovaco. Inaugurou o título de campeã e o manteve até a sua morte, em 27 de junho de 1944, ao explodir uma bomba alemã em sua residência em Londres. Ganhou os nove campeonatos mundiais disputados entre 1927 e 1939. A II Guerra Mundial a impediu de ser campeã 10 vezes ou mais… e lhe tirou a vida. Vera foi a primeira mulher com força de mestre e capaz de disputar de igual para igual com os homens. “É a única mulher que joga como os homens”, disse dela Capablanca.

Para se ter mais uma noção do poderio de Vera em 1929 foi criado  o famoso Clube Vera Menchik. Em que consiste? O austríaco Albert Becker, um dos participantes, declarou, com ironia, antes de começar o torneio: “Proponho abrir o Clube Vera Menchik, do qual serão membros os mestres derrotados pela campeã feminina”. Curiosamente, o primeiro membro do Clube foi aquele homem que duvidara da força enxadrística de Vera, o mesmo teórico vienense Albert Becker. Também nesse torneio, ingressou no clube Saemisch. Com o tempo, o Clube Vera Menchik cresceu com nomes prestigiosos do xadrez: Reshevsky, Sir George Thomas (o qual perdeu a partida que podemos considerar como A Imortal de Menchik), Colle, Golombek, Yates… Dizem que o presidente do Clube é Max Euwe, quem depois de “se filiar” foi campeão mundial. E, contam que depois de sucumbir ante Menchik em Hastings de 1931-32, Sultan Khan não se atreveu, durante dois anos, a regressar ao Paquistão, por temer as gozações.

JUDIT POLGÁR

Começou a jogar xadrez com cinco anos de idade. Em 1988, tornou-se a primeira mulher a vencer o campeonato mundial para menores de 12 anos. Na mesma época ganhou a medalha olímpica com a irmã Susan (Zsuzsa), feito repetido dois anos depois, naOlimpíada de 1990.

Aos 15 anos, Judit bateu o recorde de Bobby Fischer, ao tornar-se a mais jovem Grande Mestre Internacional da história. E em 1993, com apenas 17 anos, venceu o ex-campeão mundial Boris Spassky por 5 ½ – 4 ½, em uma série de 10 partidas. É, portanto, uma jogadora extremamente precoce.

Líder do ranking feminino desde 1988, Judit iniciou então uma ascensão fulminante que a levou a estar entre os 10 melhores jogadores do mundo.

Certa vez, o número 1 do xadrez mundial Garry Kasparov dissera que poderia jogar contra qualquer mulher do mundo, dando uma vantagem material de um cavalo, que mesmo assim ganharia a partida. Depois do aparecimento de Judit Polgar, Kasparov já não afirma mais o mesmo. Após um movimento de peças questionável, Kasparov venceu Polgar em 1994 mas foi derrotado por ela em 2002.

Portanto é inquestionável o mérito e as habilidades das mulheres no xadrez. Tudo é uma questão de preparo. Elas mostraram que são capazes e que podem crescer ainda mais.

“Uma partida de xadrez se assemelha a uma mulher: cada qual a super estima ou a menospreza, porém ninguém é capaz de julgá-la fria e objetivamente.” – Ruben Fine

fontes: http://www.tabuleirodexadrez.com.br/xadrez-feminino.htm

               http://pt.wikipedia.org/wiki/Xadrez_e_mulheres

               http://xadrezfemininobrasil.blogspot.com/2008/04/mulheres-no-xadrez.html

               http://pt.wikipedia.org/wiki/Judit_Polg%C3%A1r

Homenagem ao Garoto Prodígio (Magnus Carlsen)

Deixe um comentário

O garoto que trocou o futebol pelo xadrez!

O grande fenômeno Magnus Carlsen foi retratado em uma série chamada “super humanos” que foi ao ar no programa esporte espetacular. O norueguês é realmente um prodígio recebendo o título de Grande Mestre aos 13 anos, considerado assim um dos jogadores mais jovem a receber essa honra (para quem duvida da capacidade dele deixaremos algumas partidas dele disponíveis para download!). Podem questionar será que ele é melhor que Bobby Fisher? Karpov? Kasparov? Apesar de ser uma questão bem difícil de responder afinal na época do Fisher tinhamos grandes jogadores em boas fases como o Spasky. Korchnoi e até mesmo o Karpov que já se mostrava como o futuro melhor do mundo. Hoje em dia o xadrez realmente alcançou um nível muito alto, a técnica está cada vez mais apurada de forma que a própria FIDE está repensando na possibilidade de acrescentar um novo título SGM (Super Mestre de Xadrez). Magnus realmente é diferenciado e está dispontando a ser o melhor.

Agora nada melhor que assistir essa matéria!

Chess Master Final

Deixe um comentário

O Grand Slam 2011 chega ao seu fim!

 

Chega ao fim esse grande evento que foi realizado em duas etapas a primeira em São Paulo do dia 25 de setembro até o dia primeiro de outubro e a outra etapa em Bilbao, na Espanha, do dia 6 ao dia 11 de outubro. Como comentado em outro post esse torneio contou com a participação dos 6 melhores jogadores da atualidade, entre eles Magnus Carlsen e Vishanathan Anand, número 1 do rating e o atual campeão mundial, respectivamente. Não faltaram ingredientes para esse grande campeonato, grandes jogos, viradas, tropeços de favoritos e até uma arrancada surpreendente de Magnus Carlsen que não decepcionou e faturou o título após um início que deixou a desejar, ele se recuperou bem e conseguiu empatar em número de pontos com Vassily Ivanchuk, indo para o tie break, que é disputada em duelo de xadrez relâmpago. São realizadas 2 partidas de 4 minutos para cada jogador e 3 segundos a mais por jogada realizada, caso persista o empate é realizada uma única partida chamada de “morte súbita”  que tem o seguinte critério: 5 minutos para as brancas e 4 para as pretas, em caso de empate as pretas vencem.

Quem decepcionou foi o Anand, um dos favoritos ao título, que mesmo vencendo seu último jogo foi apenas a 12 pontos.

O link a seguir mostra o video com as partidas de desempate: http://www.bilbaomastersfinal.com/


jogo de desempate entre Ivanchuk e Carlsen

 

O torneio foi acirradíssimo, com possibilidades de terem 4 líderes se Aronian e Nakamura tivessem ganho seus confrontos, sobre Ivanchuk e Carlsen, respectivamente,  mas acabaram apenas empatando seus jogos. Foi um brilhante campeonato de muita técnica e muito cálculo.

Parabéns Magnus Carlsen, o jovem-prodígio do xadrez, pela vitoria e da forma como conseguiu. Realmente o “wonderboy” norueguês  como é conhecido, com apenas 20 anos, o mais jovem número 1 do ranking, comprovou o favoritismo.

 

 

A seguir a classificação completa desse Grand Slam, após as 10 rodadas:

 

Nome Elo 1 2 3 4 5 6 Pontos
Hikaru Nakamura 2753 * * 1 1 1 3 3 0 1 1 1 0 12
Vishanathan Anand 2817 1 1 * * 1 0 3 3 1 1 0 1 12
Lévon Aronian 2805 1 0 1 3 * * 3 1 1 1 0 1 12
Vallejo Pons 2716 0 3 0 0 0 1 * * 3 0 0 3 10
Magnus Carlsen 2823 1 1 1 1 1 1 0 3 * * 3 3 15
Vassily Ivanchuk 2785 1 3 3 1 3 1 3 0 0 0 ** 15

A Importância Do Xadrez No Processo Ensino-Aprendizagem

Deixe um comentário

 

         O xadrez é um jogo de estímulos e respostas para problemas, desenvolvendo assim a capacidade cognitiva do jogador. Pedagogicamente, o xadrez faz parte do currículo escolar básico de dezenas de países. Vários projetos oficiais apontam melhoras significativas sobre alguns aspectos, tais como: memória, imaginação, concentração e inteligência. Mais recentemente, na “Venezuela, o Ministério da Educação apresentou conclusões significativas sobre o chamado Projeto Xadrez: o estudo sistemático do xadrez não somente estimula a inteligência, como os avanços alcançados no campo intelectual tendem a manter-se no tempo”.

          Como podemos ver o xadrez é uma grande ferramenta no aprendizado e não poderia ficar alheio à observação do Grande Mestre Internacional GARRY KASPAROV que em uma entrevista cedida à revista Veja comenta que “o xadrez ajuda a melhorar a atenção, a disciplina, o pensamento lógico e a imaginação. Não é por acaso que, nas 13.000 escolas americanas onde se ensina xadrez, as crianças têm melhores desempenhos em disciplinas como, matemática e redação. Elas também demonstram ter um senso de responsabilidade mais aguçado”. Na seqüência, quando foi questionado sobre a relação entre xadrez e senso de responsabilidade, o ex-campeão mundial, respondeu: “está na moda dizer que tudo que acontece de ruim é responsabilidade de todo mundo. O jogo coloca as coisas no seu devido lugar: é você quem responde pelo movimento de suas peças, e mais ninguém. Como na vida, você é o único responsável pelos próprios atos”

          Mas não são somente as habilidades mentais que melhoram com o desenvolvimento do jogo, outras habilidades, como: perseverança, capacidade de estudo, autoconhecimento, organização pessoal, motivação e ambição, dentre outros. Todo esse processo faz parte da “construção do indivíduo” e, como jogo, o xadrez pode ser uma forte ferramenta para facilitar esse caminho.

              O pedagogo suíço Charles Partos relata que o xadrez desenvolve:

1- A Atenção e a concentração;

2- O julgamento e o planejamento;

3- A imaginação e a antecipação;

4- A memória;

5- A vontade de vencer, a paciência e o autocontrole;

6- O espírito de decisão e a coragem;

7- A lógica matemática, o raciocínio analítico e sintético;

8- A criatividade;

9- A inteligência;

10- A organização metódica do estudo e do interesse pelas línguas estrangeiras

         O xadrez é um jogo de desenvolvimento mental e psicológico que auxilia na formação cognitiva e do caráter do indivíduo. Mesmo tendo sido comprovada por vários projetos, a eficácia na aprendizagem, a prática do esporte ainda é muito pouco divulgada o que dificulta na assimilação dessa ferramenta para crianças, que acabam tendo uma visão distorcida do jogo e no desinteresse em aprendê-lo.

“O Xadrez é algo mais do que um jogo; é uma diversão intelectual que
tem um pouco de Arte e muito de Ciência. É, além disso, um meio de
aproximação social e intelectual.” (GM J. R.Capablanca, ex-campeão
Mundial).

fontes: http://www.efdeportes.com/efd142/xadrez-na-escola.htm,

              http://www.blogdomadeira.com.br/xadrez/a-importancia-do-ensino-do-xadrez-nas-escolas/,

              http://www.fpx.com.br/mostracol.asp?colid=75.

Grand Slam – Etapa São Paulo

Deixe um comentário

Seja Bem-Vindos ao Planeta Xadrez!

Esse é o nosso primeiro post e gostaríamos de compartilhar um pouco a respeito do Grand Slam (http://www.grandslamxadrez.com.br/) que ocorreu no parque Ibirapuera nos dias 25, 26, 27, 28 ,29, 30 e 01. Este evento é uma parte do circuito mundial que ocorre em várias cidades do mundo. A próxima etápa é em Bilbao na Espanha.

As partidas estão disponíveis para download no site do evento.

Este Grand Slam foi marcado por uma curiosidade. Os dois maiores enxadristas da atualidade como o atual ranking número 1 da FIDE (Magnus Carlsen) e o atual campeão mundial Viswanathan Anand não figurarem nas primeiras posições, ficando assim Vassily Ivanchuk em primeiro e o GM Hikaru Nakamura em segundo lugar como vocês podem conferir na tabela do torneio a seguir:

Nome Elo 1 2 3 4 5 6 Pontos
Hikaru Nakamura 2753 ** 1 1 3 1 1 7
Vishanathan Anand 2817 1 ** 1 3 1 0 6
Lévon Aronian 2805 1 1 ** 3 1 0 6
Vallejo Pons 2716 0 0 0 ** 3 0 3
Magnus Carlsen 2823 1 1 1 0 ** 3 6
Vassily Ivanchuk 2785 1 3 3 3 0 ** 10

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.